Você está aqui: Página Inicial / Licenciatura

Sobre o Curso - Licenciatura

O curso de Licenciatura em Ciências Biológicas estimula e prepara o aluno para o exercício da educação na sociedade ou na organização, planejamento e avaliação de processos educativos. Ele está, portanto apto a desenvolver investigações em diferentes situações educacionais, disseminando conhecimentos nas áreas de Biologia, Ensino de Biologia e demais Ciências no nível Fundamental e Médio. O Licenciado, como o Bacharel, no entanto, está igualmente habilitado a desenvolver pesquisa em qualquer área das Ciências Biológicas.

Período: Vespertino-Noturno
Duração: 4 anos (8 semestres)
Vagas: 30

História da Licenciatura em Ciências Biológicas da UFSCar

A graduação em Ciências Biológicas na UFSCar iniciou-se em 1972, a partir da criação do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, em outubro de 1971. Desde a sua implantação, passou por reformulações relacionadas a normatizações definidas pelo Conselho Federal de Educação, hoje Conselho Nacional de Educação, e à regulamentação da profissão do Biólogo por meio da Lei no. 6684, de 03 de setembro de 1979. Em 1974, reestruturou-se como Curso de Licenciatura Plena em Ciências – Habilitação em Biologia, atendendo à Resolução CFE no.30, de 11 de julho de 1974. Em 1975, teve início o Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas, com forte direcionamento para a Ecologia, refletindo as preocupações com a problemática ambiental que assumia dimensão mundial.
No curso de licenciatura, as mais substanciais alterações ocorreram com a supressão da vigência da Resolução CFE no 30, supra citada, reorganizando-se na forma de Licenciatura em Ciências Biológicas, em 1985. As outras adaptações que ocorreram se restringiram à carga horária em disciplinas de prática de ensino e estágio supervisionado determinadas por sucessivas alterações na legislação que regulamenta os cursos de licenciatura.
O Projeto Pedagógico atual do curso teve origem no contexto de um processo mais amplo de reformulação curricular, iniciado na UFSCar em 1998 e inserido em um movimento institucional de valorização das atividades de ensino, em especial dos cursos de graduação. Esse movimento teve como ponto de partida um processo de avaliação interna e externa desses cursos dentro do Programa de Avaliação Institucional das Universidades Brasileiras. Publicado em 2004 e efetivado em 2005, o projeto responde à definições importantes desta reformulação a legislação proposta e aprovada pelo Conselho Nacional de Educação, e está em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena, estabelecidas na Resolução CNE/CP 1, de 18 de fevereiro de 2002, e com a Resolução CNE/CP 2, de 19 de fevereiro de 2002.

Perfil do Profissional 

Perfil do profissional a ser formado:
O egresso do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da UFSCar deverá ser:
“Um professor com sólida formação nas ciências biológicas e educação, como base para o exercício crítico e reflexivo da docência stricto sensu ou para atuar na organização, planejamento ou avaliação de processos educativos, nos diferentes níveis do ensino formal e espaços não formais, com a perspectiva de que seus educandos, na construção de seu próprio conhecimento, compreendam/vivenciem a biologia como ciência em contínua evolução, com seus processos de trabalho, seus desafios epistemológicos4, seus determinantes e implicações sociais, como instrumento para a compreensão da realidade e construção da cidadania. Esse profissional deverá estar preparado para desenvolver investigação sobre os processos de ensinar e aprender biologia em diferentes situações educacionais, para disseminar conhecimentos gerados pela pesquisa na área de biologia/ensino de biologia e para coordenar e atuar em equipes multidisciplinares. Precisará ser capaz de transpor esse preparo para o ensino das demais ciências naturais no nível fundamental. Ele deverá ter iniciativa, capacidade de julgamento e de tomada de decisão, embasada em critérios humanísticos e de rigor científico, bem como em referenciais éticos e legais; preocupação com sua formação continuada; habilidade de comunicação oral e escrita”.